Integrated Publishing Toolkit(IPT)

free and open access to biodiversity data

Pesquisas Ecológicas de Longa Duração: Dinâmicas Biológicas e Conservação da Biodiversidade da Mata Atlântica do Médio Rio Doce – MG. Invertebrados Cavernícolas

Latest version published by Sistema de Informação sobre a Biodiversidade Brasileira - SiBBr on Aug 26, 2017 Sistema de Informação sobre a Biodiversidade Brasileira - SiBBr

O presente recurso apresenta um levantamento físico e biológico da caverna Sete Salões, no Parque Estadual de Sete Salões, Médio Rio Doce, Minas Gerais, Brasil.Compila dados obtidos em 2001.

Downloads

Download the latest version of the metadata-only resource metadata as EML or RTF:

Metadata as an EML file download in Portuguese (22 KB)
Metadata as an RTF file download in Portuguese (16 KB)

Versions

The table below shows only published versions of the resource that are publicly accessible.

How to cite

Researchers should cite this work as follows:

Universidade Federal de Minas Gerais (2017): Pesquisas Ecológicas de Longa Duração: Dinâmicas Biológicas e Conservação da Biodiversidade da Mata Atlântica do Médio Rio Doce – MG. Invertebrados Cavernícolas. v1.1. Sistema de Informação sobre a Biodiversidade Brasileira - SiBBr. Dataset/Metadata. https://ipt.sibbr.gov.br/peld/resource?r=pesquisas&v=1.1

Rights

Researchers should respect the following rights statement:

The publisher and rights holder of this work is Sistema de Informação sobre a Biodiversidade Brasileira - SiBBr. This work is licensed under a Creative Commons Attribution Non Commercial (CC-BY-NC) 4.0 License.

GBIF Registration

This resource has not been registered with GBIF

Keywords

Metadata Rio Doce; Mata Atlântica; Biodiversidade; Inventário; Cavernas; Invertebrados

Contacts

Who created the resource:

Universidade Federal de Minas Gerais
Universidade Federal de Minas Gerais Av. Antônio Carlos, 6627 31270901 Belo Horizonte Minas Gerais BR 3134092591

Who can answer questions about the resource:

Universidade Federal de Minas Gerais
Universidade Federal de Minas Gerais Av. Antônio Carlos, 6627 31270901 Belo Horizonte Minas Gerais BR 3134092591
Rodrigo Ferreira
Professor Adjunto
Universidade Federal de Lavras Av. Doutor Sylvio Menicucci, 1001 37200-000 Lavras Minas Gerais BR (35) 3829-1122
http://lattes.cnpq.br/3035017013212273

Who filled in the metadata:

Diego Pujoni
Post Doc
Universidade Federal de Minas Gerais Av. Antônio Carlos, 6627 31270901 Belo Horizonte Minas Gerais BR +5531988665113
http://lattes.cnpq.br/4374619193264139
Ananda Portela
Graduanda
Universidade Federal de Minas Gerais Av. Antônio Carlos, 6627 31270901 Belo Horizonte Minas Gerais BR 3134092591
http://lattes.cnpq.br/0962729059830086

Who else was associated with the resource:

Universidade Federal de Minas Gerais
Universidade Federal de Minas Gerais Av. Antônio Carlos, 6627 31270901 Belo Horizonte Minas Gerais BR 3134092591

Geographic Coverage

Parque Estadual Sete Salões, Médio Rio Doce, Minas Gerais, Brasil.

Bounding Coordinates South West [-19.395, -41.401], North East [-19.241, -41.248]

Taxonomic Coverage

Invertebrados identificados a nível de morfoespécie. Quiróptera identificado a nível de espécie.

Order  Acarina,  Araneida,  Opilionida,  Pseudoscorpionida,  Polydesmida,  Spirostreptida,  Isopoda,  Coleoptera,  Collembola,  Dictyoptera,  Diptera,  Diplura,  Ensifera,  Heteroptera,  Homoptera,  Hymenoptera,  Isoptera,  Lepidoptera,  Psocoptera,  Quiroptera
Family  Phyllostomidae

Temporal Coverage

Start Date / End Date 2001-01-01 / 2001-12-31

Project Data

Minas Gerais abriga a maior parte da maior província espeleológica brasileira (o grupo carbonático Bambuí), fazendo com que este seja o Estado brasileiro que possui o maior número de cavernas. A distribuição original da Mata Atlântica pode ter tido um importante papel como fornecedora de organismos para a colonização dos artrópodes nas cavernas da região, já que a distribuição da fauna epígea é fortemente influenciada pelos tipos vegetacionais, e a distribuição latitudinal original da fauna epígea parece ser o principal fator que determina a composição de espécies de comunidades hipógeas (Majer et al, 1994). Para que seja possível verificar se existem padrões biogeográficos de distribuição nítidos da fauna cavernícola em relação ao bioma Mata Atlântica, é fundamental que o Vale do Rio Pardo e a bacia do Rio Doce sejam melhor conhecidos do ponto de vista bioespeleológico. Ademais, as cavernas podem estar abrigando espécies que não mais ocorrem ou são atualmente muito raras no meio externo, dado alto grau de impacto provocado por atividades antrópicas. Segundo Ferreira & Horta (2001), para que seja feita uma completa caracterização do estado de conservação de ecossistemas cavernícolas é necessário monitorar variáveis ambientais, tróficas e zoológicas do meio hipógeo em várias cavernas de uma região, a fim de que estes dados possam ser comparados e conclusões a respeito do estado de preservação das cavernas em questão possam ser obtidas. Além disso, um bom conhecimento do componente bioespeleológico é necessário para uma avaliação mais consistente da diversidade beta de uma região em que ocorrem cavernas.

Title Dinâmica Biológica e Conservação da Biodiversidade na Mata Atlântica no médio Rio Doce -MG
Identifier PELD site 4
Funding Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Processo 520031/1998-9, Edital 001/1997
Study Area Description Sítio PELD04: Mata Atlântica e sistema lacustre do Médio Rio Doce. Pertencente à Bacia do Rio Doce. Inclui o Parque Estadual Sete Salões. A bacia do rio Doce tem uma área total de aproximadamente 82.000 Km2, dos quais 86% pertencem ao Estado de Minas Gerais, e o restante ao Estado do Espírito Santo. O trecho mineiro do rio Doce é de aproximadamente 608 km. Esse curso d’água nasce num dos contrafortes da Serra do Espinhaço, no município de Ressaquinha, a uma altitude aproximada de 1.220 m s.n m., com o nome de rio Piranga. Conserva esse nome até a confluência com o rio do Carmo, quando passa a denominar-se rio Doce, até desaguar no Oceano Atlântico (CETEC 1983). A bacia hidrográfica do Rio Doce abriga uma população de cerca de 3,1 milhões de pessoas distribuídas em 221 municípios. Originalmente totalmente recoberta com vegetação característica de matas semideciduais ou perenifólias pertencentes ao bioma da Mata Atlântica, possui altíssima riqueza e diversidade biológica, além de abrigar um grande número de espécies de distribuição restrita a esse grande ecossistema (Fonseca, 1997). Atualmente apresenta-se como um mosaico de fragmentos florestais, pastagens, monoculturas de eucaliptos e aglomerações urbanas. Os principais impactos ambientais presentes na bacia são o desmatamento, a mineração e a poluição hídrica por parte de indústrias siderúrgicas (Paula, 1997). O Parque Estadual Sete Salões foi criado em 1988. Abrange uma área estimada em 12.520,90 hectares, nos municípios de Conselheiro Pena (4.835,46 hectares), Itueta (297,16 hectares), Resplendor (4.200,65 hectares) e Santa Rita do Itueto (3.187,63 hectares) (Decreto 39908). ‘Caracteriza-se por ser importante remanescente de Mata Atlântica associada a formações de campos rupestres e florestas de candeias. A vegetação predominante consiste em campos rupestres, entremeada (nos vales) por florestas semidecíduas estacionais. O ponto culminante do parque é o pico Sete Salões, com 1135 metros de altitude’ (IEF).O solo é predominantemente arenoso, destacando-se numerosos afloramentos quartzíticos de dimensões variadas.
Design Description O presente recurso tem como objetivos gerais realizar um levantamento da fauna de invertebrados cavernícolas da bacia do Rio Doce e determinar a diversidade beta das comunidades; avaliar as respostas das comunidades cavernícolas em relação a algumas variáveis ambientais; e determinar quais variáveis ambientais estão sendo mais importantes na estruturação das comunidades cavernícolas da bacia do Rio Doce.

The personnel involved in the project:

Principal Investigator
Flávio Gomes

Sampling Methods

Coletas foram realizadas no dia 02 de Abril de 2001. Foram registradas as características físicas da caverna, o tipo vegetacional do entorno, o tamanho em extensão, a localização e forma da entrada, e a presença de guano de morcegos e matéria orgânica vegetal. As amostragens foram realizadas utilizando-se coleta manual, na qual todos os biótopos potenciais à ocorrência de organismos foram vistoriados, tendo sido também registrado o local onde cada indivíduo se encontrava em um mapa da caverna. os indivíduos que não puderam ser identificados no local foram coletados. para a coleta dos organismos associados aos depósitos de matéria orgânica, foi feita uma coleta visual em cada depósito, os organismos foram capturados com auxílio de pinças, pincéis e lupas manuais, e fixados em álcool 70%. A identificação dos organismos registrados e do material coletado foi feita até o nível taxonômico possível, separando os indivíduos em morfoespécies para cálculo dos valores de diversidade, riqueza de espécies, abundância de indivíduos e equitabilidade das comunidades de artrópodes.

Study Extent A caverna amostrada neste estudo denomina-se gruta dos Sete Salões. Localiza-se no município de Santa Rita do Itueto, a leste de Belo Horizonte, próxima a divisa dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Tal caverna situa-se no Parque Estadual dos Sete Salões, criado recentemente para a preservação dos sítios arqueológicos e feições naturais presentes na área. A gruta dos Sete Salões possui uma única entrada (tendendo a lenticular horizontal), situada na encosta média/superior da montanha. A vegetação imediatamente situada junto à entrada consiste de uma mata estacional semidecidual de transição, que progressivamente é substituída por campo rupestre (à medida que se eleva a altitude). Desta forma, a entrada da caverna situa-se basicamente em um ecótono entre os dois sistemas vegetacionais supracitados. Tal cavidade consiste de uma caverna inserida em quartzito claro, com desenvolvimento predominante horizontal, apresentando geometrias de condutos pouco ramificadas. Apresenta uma projeção horizontal de aproximadamente 300 metros. O piso consiste de sedimento arenoso depositado de forma heterogênea, formando grandes depósitos em alguns pontos e depósitos delgados ou mesmo inexistentes em outros locais. A gruta Sete Salões pode ser considerada um ambiente oligotrófico, e apresenta-se visivelmente impactada por ação antrópica.

Method step description:

  1. Durante o ano de 2001, foram realizadas atividades de prospecção e levantamento de dados geológicos e espeleológicos da Bacia do Rio Doce, visando a escolha e detecção das cavidades.

Additional Metadata

Este recurso faz parte do projeto Pesquisas Ecológicas de Longa Duração (PELD). O projeto em questão reúne um conjunto de propostas de pesquisas ecológicas: aborda aspectos genéticos, faunísticos, florísticos, e limnológicos, da biodiversidade, além de elencar questões econômicas, sociais, e conservacionistas, envolvendo educação ambiental. O PELD têm como objetivo geral o desenvolvimento de estudos ecológicos de longa duração voltados ao inventário e propostas de conservação da biodiversidade de grupos de organismos aquáticos e terrestres, considerando-se os processos ecológicos responsáveis pela manutenção desta biodiversidade. Complementarmente, estudos voltados para os aspectos sócio-econômicos da região bem como um programa de educação ambiental foram conduzidos, visando particularmente uma avaliação dos principais impactos antrópicos da bacia, sua discussão com os diferentes segmentos da sociedade, na busca de propostas de solução e subsídios para a conservação e uso sustentável dos recursos naturais da região. “O Programa de Pesquisa Ecológica de Longa Duração (PELD) representa uma iniciativa pioneira e uma visão estratégica do Governo Federal, ao articular, desde 1999, uma rede de sítios de referência para a pesquisa científica no tema de Ecologia de Ecossistemas. Atualmente, a rede PELD conta com 30 sítios de pesquisa distribuídos em diversos ecossistemas. Contando com um destaque orçamentário específico no Plano Plurianual (PPA) do Governo Federal desde 2000, o PELD é executado pelo CNPq. Atualmente, conta com apoio financeiro do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e de onze Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa. A sua estrutura de gestão é estabelecida pela Resolução Normativa nº 23/2011, que define os Comitês Gestor e Científico do Programa e as suas atribuições. São realizadas periodicamente ações de Acompanhamento & Avaliação dos projetos de pesquisa e do Programa, visando uma eficiente gestão do conhecimento gerado, assim como o constante aperfeiçoamento desta importante iniciativa.”(CNPQ)

Purpose Reaproveitamento dos dados por parte de estudantes, pesquisadores, poder público, e a sociedade em geral, para finalidades múltiplas. Compartilhamento de informações biológicas e ecológicas, com o intuito de possibilitar novas análises dos dados por outros pesquisadores, promovendo o desenvolvimento e evolução da ciência. Disseminar conhecimento ecológico, biológico, científico, e histórico. Estimular e promover o senso de importância da área de estudo.
Maintenance Description Quando for necessário
Alternative Identifiers https://ipt.sibbr.gov.br/peld/resource?r=pesquisas